Buscar
  • Gisele Torres

10 Causas da Calvície Feminina

Queda normal de cabelo

As mulheres em geral perdem algo entre 50 a 100 fios de cabelo diariamente e isso é normal. Quando o cabelo é lavado, é normal a perda de até 250 fios por dia de acordo com dados da American Academy of Dermatology.

Já uma pessoa com alopecia androgenética apresenta uma taxa de queda muito maior que isso. Mulheres com calvície feminina notam alguns sinais característicos de queda anormal, como:

Fios de cabelo em excesso no travesseiro ao acordar;Perda de muitos fios de cabelo mesmo ao pentear suavemente;Cabelo mais ralo do que o normal;Falhas no couro cabeludo quando o cabelo é puxado para trás.

Além disso, mulheres mais jovens correm menos risco de sofrer calvície. As mulheres têm maior risco de começar a perder muito cabelo quando atingem a idade de 40 ou 50 anos de idade.









Causas

Fator genético: A calvície feminina é um problema hereditário transmitido de pais para filhos. É muito provável que uma mulher sofra de calvície se ela herdou genes de seus pais ou se outros parentes próximos também apresentarem problemas de perda de cabelo.

Fator hormonal: Os hormônios também influenciam na perda de cabelo. Um fato que comprova isso é que a queda se torna mais comum após a menopausa, fase da vida em que há uma mudança brusca na produção hormonal. Problemas na produção de hormônios andrógenos como a testosterona também podem desencadear a calvície feminina, embora ainda não seja comprovado cientificamente que isso pode ocorrer.

Maus hábitos: Uma nutrição inadequada ou o hábito de fumar também pode aumentar o risco de calvície em mulheres.

Uso de medicamentos: Alguns medicamentos podem apresentar a perda de cabelo como efeito colateral. Assim, é importante informar ao médico qualquer tipo de suplemento ou medicamento que esteja tomando durante o diagnóstico. Remédios usados no tratamento de câncer, por exemplo, podem causar a queda de cabelo como um efeito adverso. No entanto, é uma condição temporária em que o cabelo volta a crescer quando o tratamento é finalizado. Outros medicamentos como antidepressivos, anticoagulantes e betabloqueadores também podem causar queda de cabelo.

Alopecia de tração: A alopecia de tração é caracterizada pela perda de cabelo que ocorre quando uma pessoa usa penteados que puxam o cabelo para trás com muita força. Isso pode enfraquecer a raiz dos cabelos e resultar na perda excessiva de fios.

Síndrome do ovário policístico: A síndrome do ovário policístico pode produzir mais hormônios andrógenos do que o normal, o que pode afetar o crescimento capilar no couro cabeludo.

Problemas na tireoide: Problemas na tireoide como hipotireoidismo ou hipertireoidismo podem causar perda de cabelo. Nesses casos, o diagnóstico é mais simples, podendo ser detectado o problema através de um exame de sangue que analise os níveis do hormônio estimulante da tireoide.

Anemia ferropriva: Esse tipo de anemia é causado pela deficiência de ferro no organismo, que pode resultar na perda de cabelo. Um exame de sangue pode detectar facilmente esse problema.

Estresse: Um grande trauma ou um estresse psicológico ou emocional muito forte pode causar a perda de cabelo durante a crise ou alguns meses após o ocorrido. Nestes casos, a perda de cabelo pode acontecer em qualquer região do couro cabeludo e o tratamento envolve terapia e técnicas de relaxamento para restabelecer o equilíbrio emocional.

Doenças autoimunes: Algumas doenças autoimunes como a alopecia areata podem fazer com que o próprio sistema imunológico ataque os folículos capilares, prejudicando o crescimento e causando a perda de cabelo.

4 visualizações

People Like Business Shopping

Rua Cravinhos, 628 - Jardim America, Ribeirão Preto - SP, 14020-240, Brasil

©2019 by People Like Business Shopping. Todos os direitos reservados